Produção de peptídeos: aprimoramento da síntese em polímeros através do uso da ressonância paramagnética eletrônica (RPE)

NAKAIE, Clovis Ryuichi; MALAVOLTA, Luciana; SCHREIER, Shirley; CILLI, Eduardo Maffud; MARCHETTO, Reinaldo;

Resumo:

No mundo contemporâneo, a síntese química de peptídeos tem obtido cada vez mais importância devido à contínua descoberta de inúmeras atividades dessas macromoléculas tanto no organismo animal quanto vegetal. Embora existam outras metodologias que levem à produção desse tipo de macromolécula, e que mencionaremos adiante, a mais empregada por laboratórios de pesquisa e indústrias farmacêuticas e de produtos químicos em geral, movimentando um mercado de centenas de bilhões de dólares anualmente, lança mão da síntese, via polímeros. Nesse procedimento, a sequência peptídica desejada é sintetizada quimicamente ancorada em uma matriz polimérica, através da sua extremidade carboxiterminal. Essa metodologia é denominada de síntese de peptídeos em fase sólida (SPFS) e tem sido alvo de um contínuo processo de aprimoramento desde a sua introdução, há cerca de três décadas (por Bruce R. Merrifield, que recebeu o prêmio Nobel de Química em 1984 pela proposição dessa técnica)1. Diferentes aspectos desse método sintético têm sido investigados, objetivando seu aprimoramento como um todo. Dentre essas tentativas, uma que nosso grupo de trabalho tem enfatizado, e de modo praticamente exclusivo, envolve o emprego da ressonância paramagnética eletrônica (RPE), conjuntamente com a estratégia de avaliação do grau de inchamento de grãos de peptidil-resinas. O objetivo tem sido o de entender cada vez melhor os complexos detalhes físico-químicos do processo de solvatação de cadeias peptídicas quando espalhadas no interior dos grãos de peptidil-resinas. Tem-se testado algumas dezenas de sistemas de solventes em uma ampla variedade de peptidil-resinas, utilizadas como solutos-modelo, objetivando, ao final, esclarecer os complexos fatores que governam a dinâmica do crescimento de cadeias peptídicas dentro da malha polimérica. Esses testes auxiliarão a proposição de alterações experimentais para o aprimoramento dessa metodologia química.

0:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/9788521211150-06

Como citar:

NAKAIE, Clovis Ryuichi; MALAVOLTA, Luciana; SCHREIER, Shirley; CILLI, Eduardo Maffud; MARCHETTO, Reinaldo; "Produção de peptídeos: aprimoramento da síntese em polímeros através do uso da ressonância paramagnética eletrônica (RPE)", p. 197 -246. In: RESENDE, Rodrigo Ribeiro. Biotecnologia Aplicada à Agro&Indústria - Vol. 4. São Paulo: Blucher, 2017.
ISBN: 9788521211150, DOI 10.5151/9788521211150-06