Antecedentes: perspectiva histórica

CORTEZ, Luís Augusto Barbosa; CRUZ, Carlos Henrique de Brito; SOUZA, Gláucia Mendes; CANTARELLA, Heitor; SLUYS, Marie-Anne van; MACIEL FILHO, Rubens;

Resumo:

A história do Brasil está intimamente ligada à biomassa, tendo o nome “Brasil” se originado da madeira do pau-brasil1, cuja exploração constituiu a primeira atividade econômica após a chegada dos portugueses. Com o duplo objetivo de produzir açúcar, altamente valorizado na Europa, bem como “ocupar e desenvolver” as novas terras portuguesas, em 1532 a cana-de-açúcar2 foi introduzida em terras brasileiras, inicialmente na parte meridional da demarcação estabelecida pelo Tratado de Tordesilhas (Figura 1), na capitania de São Vicente, por seu primeiro donatário Martim Afonso de Souza (Figura 2), utilizando mudas trazidas da Ilha da Madeira ou de Cabo Verde3. Poucos anos depois, a produção de açúcar de cana foi introduzida com sucesso na capitania de Pernambuco, por Duarte Coelho Pereira.

0:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/9788521210627-01

Como citar:

CORTEZ, Luís Augusto Barbosa; CRUZ, Carlos Henrique de Brito; SOUZA, Gláucia Mendes; CANTARELLA, Heitor; SLUYS, Marie-Anne van; MACIEL FILHO, Rubens; "Antecedentes: perspectiva histórica", p. 15 -28. In: Proálcool - Universidades e Empresas: 40 Anos de Ciência e Tecnologia para o Etanol Brasileiro. São Paulo: Blucher, 2016.
ISBN: 9788521210627, DOI 10.5151/9788521210627-01