ISBN: 9788580392555

Páginas: 346

DOI: DOI 10.5151/9788580392555

A nova cultura de gestão da água no século XXI: lições da experiência espanhola

Antônio Pereira Magalhães Jr.


A gestão da água é um dos processos mais desafiadores e estratégicos do século XXI. A proteção dos sistemas hídricos e o atendimento das demandas humanas parecem ser, comumente, caminhos distintos e permeados por tensões. As questões hídricas aglutinam múltiplas dimensões que permeiam a evolução das sociedades e o seu desenvolvimento. Nesse sentido, objetivos são comumente divergentes, e a gestão da água se torna, na sua essência, a gestão de interesses e conflitos. O século XXI é cenário, em diversos países, do florescimento de lógicas de gestão que buscam frear e romper com as antigas tradições. No Brasil, a Lei da Água de 1997 trouxe, em grande medida, uma “modernização” do aparato legal, mas princípios arraigados na “velha” cultura de gestão ainda comandam as decisões. A experiência espanhola fornece um rico panorama de confrontações e transformações de paradigmas de gestão. Principalmente após a Diretiva Quadro da Água do ano 2000, consolidou-se um movimento de contestação das velhas práticas. Este livro foca nos ensinamentos das culturas de gestão da água na Espanha a partir do final do século XIX e, principalmente, nessa nova cultura que floresceu nas últimas décadas. A obra está voltada a alunos, professores, pesquisadores, gestores e a todos que buscam contribuir para a proteção e a gestão dos sistemas hídricos em um sentido mais amplo. Esperamos que o texto possa motivar novos questionamentos e avanços no cenário brasileiro.