MÉTODO DE DIGITALIZAÇÃO E DE INTERFACE DO ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ COM USO DE FERRAMENTAS DE TIC

Veloso, Grabrielli Ciasca; Esteves, Paulo Cesar Leite; Lemos, Robson Rodrigues; Silva, Solange Maria;

Resumo:

O museu, de modo geral, é visto como o local que conserva, estuda, comunica e expõe os testemunhos materiais deixados ao longo de gerações. A instituição é olhada como um local a serviço da sociedade, ou melhor, como um espelho da sociedade. (ROMAN, 1992).

Capítulo:

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/9788580391282-08

Referências bibliográficas
  • AZZI, C. F. Entre a arte e a cultura: cultura, museus e patrimônios nos discursos de André Malraux. 2010. Disponível em: . Acessoem: 22 fev, 2015.
    CHAPMAN, N.; CHAPMAN, J. Digital Multimedia. John Wiley & Sons, 2000.
    DEPARTAMENTO DE CULTURA (Araranguá). Centro Cultural de Araranguá.Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2015.
    FLUCKIGER, F. Understanding Networked Multimedia: applications and technology. PrenticeHall, 1995. ICOM STATUTES. DevelopmentoftheMuseumDefinitionaccordingto ICOM Statutes (1946–2001), 2014. Disponível em . Acesso em: 15 de out. de 2014. INERTIACUBE. 2015. Disponível em . Acesso em: 6 de mar. 2015.
    KÖPTCKE, L. S.; PEREIRA, M. R. N. Museus e seus Arquivos: em busca de fontes para estudar os públicos, 2010. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2014.
    MINOLI, D.; KEINATH, R. Distributed Multimedia Through Broadband Communications Services. Norwood, MA: ArtechHouse. 1994.
    MUCHACHO, R. O Museu Virtual: as novas tecnologias e a reinvenção do espaço museológico, 2005. Disponível em: < http://www.bocc.ubi.pt/pag/muchacho-rute-museu-virtual-novas-tecnologias-reinvencao-espaco-museologico.pdf > Acesso em: 12 mai. 2015.
    NOGUEIRA, M.A utilização das tecnologias da informação e comunicação na concretização e desenvolvimento de projetos de difusão do património documental: as exposições, 2006. Apresentado no 2º Foro Social de Información, Documentación y Bibliotecas. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2015.
    MOREIRA, I. M. M. Museus e Monumentos em Portugal 1772-1974. Lisboa: Universidade Aberta. 1989. MUSEU ESCOLA DA UNESC. 2015. Disponível em:. Acesso em: 6 de Março de 2015.
    MUSEU DO LUVRE. 2015. Disponível em:. Acesso em: 6 de Março de 2015. MUSEU VIRTUAL DO TRANSPORTE URBANO. 2015. Disponível em: . Acesso em: 6 de Março de 2015.
    RIBEIRO, N. Multimédia e Tecnologias Interativas. 5. ed. Lisboa: Fca - Editora de Informática, 2011. ROMAN, L. S. Politics and museums 1. In: P. Boylan Ed. Museums 2000: politics, people, professionals and profit. London: Routledge, 1992. 25p.
    WERNER SCHWEIBENZ (Alemanha). The International Council of Museums.
    ICOM. Virtual Museums. 2004. Disponível em: . Acesso em: 28 nov. 2014.
    WEB 3D. Web3D Consortium. 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 de Março de 2015.
Como citar:

Veloso, Grabrielli Ciasca; Esteves, Paulo Cesar Leite; Lemos, Robson Rodrigues; Silva, Solange Maria; "MÉTODO DE DIGITALIZAÇÃO E DE INTERFACE DO ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ COM USO DE FERRAMENTAS DE TIC", p. 83-103 . In: Mídias Digitais, Redes Sociais e Educação em Rede: Experiências na Pesquisa e Extensão Universitária. São Paulo: Blucher, 2015.
ISBN: 978-85-8039-128-2, DOI 10.5151/9788580391282-08